Cortisol, Stress e Gordura abdominal

Barbara de Almeida Araujo

O cortisol, hormona de stress, é produzido pela glândula supra-renal, tem propriedades anti-inflamatórias, actua no metabolismo de hidratos de carbono, proteínas e gorduras e na produção e gestão de energia. É essencial em situações de stress, preparando o organismo para responder e sobreviver em situações “luta” ou “fuga”. Apesar de ser uma hormona essencial a vida, quando os níveis de cortisol estão muito elevados ocorre:

  • Aumento de gordura abdominal;
  • Retenção de líquidos;
  • Redução de massa muscular;
  • Aumento de apetite;
  • Hipertensão arterial;
  • Diminuição do metabolismo;
  • Alterações padrão sono (insónias);
  • Enfraquecimento do sistema imunitário;

Estará o stress a engordar-me?

Em situação de stress o organismo liberta grande quantidade de cortisol e adrenalina, tornando as células menos sensíveis à leptina (hormona responsável pela sensação de saciedade). O aumento da produção de cortisol, em resposta ao stress, provoca um aumento dos níveis de açúcar no sangue (hiperglicémia) podendo levar, muitas vezes, a uma insulino-resistência e consequentemente a um aumento do apetite (sobretudo por doces e alimentos de elevado índice glicémico). Por sua vez este aumento de apetite poderá conduzir a um aumento de peso.
O cortisol em excesso tem ainda vindo a ser associado a maiores quantidades de gordura abdominal. Estudos indicam que o excesso de cortisol estimula a acumulação de gordura no tecido adiposo, por aumento da actividade da lipoproteína lípase.
Muitas vezes nas consultas verifico que alguns pacientes sujeitos a elevados níveis de stress, problema comum na nossa sociedade, não têm uma perda de peso tão eficaz. Desta forma, controlar os níveis de stress, e de cortisol, é importante em qualquer programa de perda de peso para obter os resultados que pretendemos.

 

Imagem tirada daqui

 

Como posso controlar os níveis de cortisol?

– Tome Glutamina + Vitamina C para ajudar a baixar os níveis de cortisol;

– Controle os seus níveis de stress (faça uma massagem relaxante, dê um passeio, faça coisas que lhe sejam prazerosas);
– Pratique exercício físico;
– Faça uma refeição pós-treino com proteínas e hidratos de carbono de modo a garantir níveis mais baixos de cortisol;
– Reduza o consumo de cafeína (por ser um estimulante);
– Descanse, procure ter um sono tranquilo (os níveis de cortisol diminuem durante o sono).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *