Novembro, mês da Castanha – Propriedades Nutricionais e quantidade a ingerir

Barbara de Almeida Araujo

Castanhas Quentes e Boas!





Ontem foi dia S. Martinho e é tradição comer castanha assada. Nesta altura do ano encontramos nas ruas diversos vendedores ambulantes que com os seus assadores enchem o ar com o delicioso e inconfundível cheiro a castanha assada. 

Propriedades Nutricionais:

A castanha é um fruto outonal pertencente à família dos frutos gordos e amiláceos (nesta família inclui-se a noz, avelã, amêndoa, amendoim, etc).

Tem um baixo teor de gordura quando comparada com outros frutos gordos e amiláceos, o que faz com que o seu valor energético seja inferior, no entanto o seu teor em hidratos de carbono é bastante superior.  É pobre em ácidos gordos saturados e rica em ácidos gordos insaturados

Possui um teor considerável de fósforo, potássio, selénio e magnésio. Rica em vitaminas C, E e vitaminas do complexo B (B2, B3, B6 e ácido fólico). Pobre em sódio, sendo por isso aconselhável para pessoas com hipertensão arterial.

É isenta de glúten pelo que pode ser consumida por pessoas com doença celíaca.

Em excesso podem causar cólicas, flatulência, obstipação e dilatação abdominal


Tabela de Composição Nutricional de alguns frutos gordos e amiláceos


Porção: Uma porção equivale a 6 castanhas.

Sugestão de consumo: Pode comer castanha como acompanhamento (Assada, cozida ou sobre a forma de puré) em substituição de outro farináceo.




Pelas suas propriedades nutricionais a castanha pode proporcionar numerosos benefícios para a saúde como: regulação do intestino, melhoria do perfil lipídico e protecção contra radicais livres. Porém pelo seu teor em hidratos de carbono deve ser consumida com moderação, especialmente para quem esteja num processo de perda de peso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *