Dieta isenta de cereais: Será uma opção saudável?Será adequada para qualquer pessoa?

maniasde-admin

Actualmente fala-se muito dos cereais, especialmente os refinados, e também do glúten, sendo estes vistos como inimigos de uma dieta saudável. Mas será que uma dieta isenta de cereais é saudável? E será benéfica para si?

Seguir uma dieta isenta de cereais implica não só eliminar o trigo e outros cereais que contêm glúten, mas também cereais isentos de glúten como o arroz ou a aveia. Estas restrições alimentares não são completamente necessárias para pessoas saudáveis, contudo, pessoas com problemas digestivos podem beneficiar desta abordagem nutricional.

NOTA: Uma dieta isenta de cereais não é necessariamente uma dieta paleo

O que são cereais?

Os cereais, ou grãos, pertemcem à família das gramídeas. Os mais comuns são o trigo, arroz, milho, aveia, cevada, centeio, espelta e sorgo.

Existem ainda os chamados pseudocereais, como é o caso da quinoa, amaranto e trigo sarraceno, que pertencem a uma espécie diferente.

De uma forma geral os cereais fornecem-nos hidratos de carbono, vitaminas, minerais, fibra e proteína em quantidades variáveis. Alguns contêm glúten outros não.

Podemos ainda fazer a distinção entre cereais refinados e cereais integrais. A diferença está sobretudo na quantidade de fibra e de outros nutrientes presentes no revestimento exterior dos grãos de cereais. Os cereais refinados são mais pobres do ponto de vista nutricional e têm menos benefícios para a nossa saúde. Por outro lado, o consumo regular de cereais integrais está associado a uma diminuição dos níveis de colesterol, melhoria do trânsito intestinal, maior controle da glicémia e redução do risco de alguns tipos de cancro, doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2.

Deste modo, eliminar os cereais refinados da nossa alimentação é uma boa opção. Quanto a cortar os cereais integrais a conversa já é outra. Escolher o tipo certo de cereais parece-me uma opção mais saudável e sensata.

Dieta isenta de cereais: Sim ou não? 

Actualmente há cada vez mais pessoas a excluírem os cereais por acreditarem ser uma opção saudável ou talvez porque queiram excluir o glúten e acabam por retirar todo o tipo de cereais mesmo os isentos de glúten.

O grande problema de cortar na totalidade com um grupo de alimentos tem a  ver com o facto da grande maioria das pessoas não conseguir fazer uma alimentação equilibrada, correndo o risco de não obter alguns nutrientes que são essenciais para nós. Claro que podemos obter os nutrientes dos cereais através de outros alimentos mas nem sempre é fácil.

Para a maior arte das pessoas saudáveis as evidências são escassas no que diz respeito aos benefícios da exclusão de todo o tipo de grãos. Contudo, investigações sugerem que pessoas com problemas digestivos podem beneficiar desta abordagem nutricional: Retirar todos os cereais e pseudocereais da alimentação de pessoas com doença inflamatória intestinal parece ajudar a controlar os sintomas associados a esta patologia.

Considerações finais:

  • Nem todos os cereais são maus;
  • Se tem algum problema digestivo poderá experimentar retirar os cereais da sua alimentação. Contudo, deverá primeiro consultar o médico e o nutricionista.
  • Se é saudável e não apresenta qualquer tipo de sintoma o melhor é excluir os cereais refinados e optar pelos integrais, pois a refinação dos cereais faz com que estes percam uma quantidade significativa de nutrientes.
  • Não sou fundamentalista e considero que devemos variar ao máximo a nossa alimentação e procurar, dentro daquilo que a industria alimentar nos fornece, fazer as escolhas mais acertadas. Excluir os cereais refinados? Sim. Quanto aos integrais existem benefícios comprovados do consumo dos mesmo por isso varie pois tem muitas opções: quinoa, amaranto, bulgur, espelta, kamut, aveia, arroz integral, trigo sarraceno….

 

Manias de uma Dietista, Alimentação Saudável para todos.
Famílias Saudáveis e Felizes

 

Use o cupão MANIAS10 para 10% de desconto na prozis ou  diretamente em prozis.com/VrD

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *